Power soccer: conheça o futebol sobre rodas!

O power soccer é o futebol em cadeira de rodas motorizada. É o primeiro esporte de equipe competitivo pensado exclusivamente para ser disputado por pessoas com deficiências severas, como a tetraplegia, amiotrofia espinhal, distrofia muscular, paralisia muscular, entre outras.

Além disso, é a única modalidade coletiva que pode ser praticada por atletas que usam cadeiras motorizadas para sua locomoção diária. Trata-se de uma atividade inclusiva e terapêutica, afinal, desenvolve qualidades desportivas e, ainda, estimula diversas ações, como a condução da cadeira, espírito de equipe e novas amizades.

Ficou interessado em saber mais do power soccer? Neste post, falaremos sobre a formação desse esporte, as regras, e tudo que você precisa entender para praticá-lo. Confira!

Qual é a história do power soccer?

A prática do power soccer começou na França, em 1978, para reabilitar jovens com deficiências severas. O Canadá, posteriormente, também desenvolveu uma forma de futebol em cadeiras motorizadas, que eles chamavam de Motor Ball.

Por mais de vinte anos essa modalidade foi desenvolvida e aperfeiçoada ao redor do mundo, até que em 2006 foi criado a FIPFA (Federação Internacional de Futebol em Cadeira de Rodas), sediada em Paris, na França, unificando as regras do jogo. Em 2007 ocorreu a 1° Copa do Mundo em Tóquio, no Japão.

Na América do Sul, o Brasil foi o pioneiro desse esporte com a fundação do Clube Novo Ser de Power Soccer, em 2011. Foi criada, então, a Associação Brasileira de Futebol de Cadeira de Rodas (ABFC), que é reconhecida pela FIPFA.

Quais são as regras dessa modalidade?

A principio o power soccer é um esporte dinâmico e rápido, que desenvolve habilidades desportivas e incentiva o trabalho em equipe. Além disso, melhora muito a vida de pessoas com deficiências físicas. As regras para o futebol em cadeira de rodas motorizada são muito parecidas com as do futsal e futebol tradicional.

São realizados lançamentos de linha lateral, cantos, pênaltis e faltas. Contudo, existem algumas normas especiais. Os times são formados por atletas com graus e tipos de paralisias diferentes; as equipes podem ser mistas, homens e mulheres podem jogar juntos, e a idade mínima para a prática é de 5 anos.

As equipes são montadas com 8 jogadores, 4 em quadra, 1 goleiro e 3 na linha. A quadra tem proporções mínimas e máximas de: 14-18 m x 25-30 m — como uma de basquete. Já a bola, é maior que as comuns, com 32,5 cm de diâmetro.

O jogo acontece em dois tempos de 20 minutos cada, com um intervalo de 10 minutos. Assim como no futebol e futsal, o objetivo é marcar gols no time adversário, ou seja, vence quem marcar mais. A equipe de árbitros que controla a partida é formada por um juiz e dois assistentes.

Além disso, há duas regras que são importantes durante o jogo e diferem do futebol comum. São elas:

  • regra dos dois contra um: se um adversário está com a bola, dois jogadores da mesma equipe não podem disputar contra ele, apenas um contra um. Não é permitido ter outro jogador a três metros da bola;
  • regra dos três dentro da área: dentro da área de baliza, não podem ter mais que dois jogadores da mesma equipe.

Outro detalhe importante sobre o jogo é que os atletas não podem ultrapassar a velocidade de 10 km/h com as cadeiras.

Subdivisões do power soccer

Na classificação funcional, apenas atletas com comprometimentos sérios são elegíveis. Se o esportista consegue, por exemplo, usar uma cadeira de rodas manual ou ficar em pé/andar ele não pode competir no power soccer — diferentemente de outras modalidades de cadeira de rodas, como o basquete, o tênis ou o rugby.

Os atletas são separados em dois grupos: PF1, que são pessoas com maiores lesões e comprometimento físico, e PF2 para esportistas com comprometimentos moderados. A regra diz que cada equipe deve ter dois esportistas PF1 por partida.

Como escolher a melhor cadeira motorizada?

Como mencionamos, para jogar o power soccer é obrigatório ter uma cadeira de rodas motorizada. Desse modo, é muito importante que o atleta saiba usar o joystick (controle remoto) para que ele possa competir.

Além disso, a cadeira precisa ser equipada com um footguard, uma espécie de grade que fica na altura dos pés, possibilitando os “chutes”.

Lembrando que as cadeiras de rodas para esporte devem ser preparadas para a prática. Afinal, ela deve ser resistente, leve, ter rodas diferenciadas e, ainda, contar com equipamentos de segurança para proteger o atleta.

Uma cadeira muito usada para o power soccer é a Strike Force. Projetada exclusivamente para esse esporte, ela tem um baixo centro de gravidade e uma ampla distância entre os eixos. Por isso, esse modelo é mais ágil e permite um chute giratório mais potente.

Quais as diferenças do power soccer para o futebol tradicional?

Como dito, as regras do power soccer são muito semelhantes às do futsal e futebol tradicional. Entretanto, existem algumas diferenças, como:

  • os times podem ser mistos;
  • crianças podem competir com adultos;
  • o número de jogadores em quadra é menor;
  • a quadra é semelhante a uma quadra de basquete, e não de futsal;
  • a bola é maior;
  • dois jogadores não podem disputar a bola contra um adversário.

Além disso, o power soccer é um esporte inclusivo, pois possibilita que atletas com paralisias severas possam jogar com o uso de cadeiras de rodas motorizadas.

Como praticar o power soccer?

Ficou interessado em praticar o power soccer? A ABFC, que é uma associação sem fins lucrativos, tem vários clubes filiados pelo Brasil: no Rio de Janeiro, Ceará, São Paulo e em Curitiba. Os times brasileiros reconhecidos são:

  • Adesul-Noho Power Soccer, que fica em fortaleza/CE;
  • Blue Angels Power Soccer, que fica em Rio Claro/SP;
  • Clube Novo Ser de Power Soccer, que fica no Rio de Janeiro/RJ;
  • Rio de Janeiro Power Soccer, que também fica no Rio de Janeiro/RJ;
  • Curitiba Power Soccer, que fica em Curitiba/PR.

Se você mora nessas cidades, não perca tempo e entre em contato para saber como participar dos treinos. É possível também buscar informações no site oficial da ABFC ou nos sites e páginas do Facebook de cada um dos times.

Esses grupos estão sempre em busca de novos atletas, profissionais de saúde e colaboradores. Busque mais informações sobre cada um deles.

O power soccer é um esporte que oferece uma oportunidade de superação e inclusão para pessoas com deficiências e lesões severas. Hoje, o futebol de cadeira de rodas motorizada já é reconhecido pelo Comitê Paraolímpico Internacional (IPC). A expectativa é que nos jogos de 2024, em Paris, o power soccer esteja presente nas modalidades paraolímpicas oficiais.

Curtiu este texto sobre o power soccer? Então continue com a visita em nosso blog e leia também sobre as 7 atividades de integração social para saber mais informações sobre esse tipo de terapia ocupacional!

Receba nossos conteúdos por e-mail e amplie seus horizontes!

É só cadastrar seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.