Você conhece os benefícios dos jogos para idosos?

Entre os principais transtornos que acometem as pessoas da terceira idade, estão as deficiências cognitivas, principalmente as relacionadas com a perda da memória. Os jogos para idosos trazem benefícios que ajudam a combater e a prevenir algumas dessas doenças, além de facilitar as atividades cotidianas.

Os jogos não podem ser considerados apenas como entretenimento, pois ajudam a exercitar o cérebro, potencializando a aprendizagem em crianças, estimulando a produtividade profissional, mantendo determinadas habilidades — como a memória — e garantindo qualidade de vida para idosos de maneira descontraída e prazerosa.

Portanto, neste artigo, mostraremos a importância dos jogos para os idosos, além de algumas alternativas interessantes. Acompanhe a leitura!

Entenda a importância dos jogos para os idosos

Os jogos, assim como exercícios físicos e passeios, podem estimular atividades cerebrais essenciais, já que requerem o raciocínio lógico, a memória, a tomada de decisão e outras habilidades.

Por conta do desgaste na memória, é normal que o idoso apresente dificuldades para realizar atividades simples da sua rotina, como tomar banho, cuidar das finanças, preparar os alimentos, entre outras. Esse é um processo frustrante, que pode desencadear desânimo, tristeza e, em casos mais graves, a depressão.

Além dos benefícios cerebrais, alguns jogos precisam ser jogados com mais de uma pessoa, o que estimula a interação social. Isso também é imprescindível, pois contribui para manter a saúde emocional e os relacionamentos.

Conheça algumas opções interessantes de jogos para idosos

Na sequência, traremos algumas opções interessantes de jogos para os idosos. Lembre-se de que muitos deles também estão disponíveis em dispositivos eletrônicos, como tablets, smartphones e notebooks. O uso desses aparelhos também é uma forma de ensinar algo novo e exercitar o cérebro. Confira nossas sugestões!

Jogo da memória

O próprio nome do jogo demonstra um dos benefícios que ele traz para os idosos. Ele exige que a pessoa exercite o raciocínio para identificar as peças iguais. Portanto, o cérebro funciona com o intuito de guardar as informações ao longo da atividade, diminuindo a possibilidade da perda das habilidades cerebrais.

Ao controlar a perda dessas habilidades, o idoso tem mais facilidade para fazer escolhas que influenciam não somente os aspectos relacionados ao jogo, mas também outras atividades cotidianas. Isso contribui para reduzir a necessidade da ajuda de terceiros e promove autonomia, o que é essencial nessa fase.

O jogo da memória otimiza a capacidade de compreensão, pois são estimuladas as áreas do cérebro que costumam atrofiar com o passar do tempo, proporcionando mais segurança e tranquilidade para executar as atividades do dia a dia.

Xadrez

O xadrez é outra opção de jogo para desenvolver o raciocínio lógico e estratégico do idoso. Ele deve ser jogado entre duas pessoas, proporcionando momentos de descontração e alegria. O jogo contribui para melhorar a desenvoltura no momento das decisões, ajudando o idoso a resolver problemas e a encontrar soluções para as tarefas cotidianas.

Bingo

O bingo é um jogo bastante conhecido e que também pode trazer benefícios. Ele é um ótimo exercício mental para os idosos, já que, por mais simples que possa parecer, desenvolve a atenção e a coordenação motora, já que o jogador precisa ouvir o narrado e preencher a cartela rapidamente.

Além disso, o bingo pode ser um momento de convívio social prazeroso, o que é primordial para manter a felicidade e a motivação dos idosos. Durante os jogos, eles aproveitam para rever os amigos, conversar e conhecer novas pessoas, fatores relevantes para a saúde emocional.

Palavras cruzadas

As palavras cruzadas são uma alternativa interessante de diversão. Elas contribuem para a manutenção da bagagem de conhecimentos gerais, além de ajudarem a conhecer assuntos diferentes. Por esse fator, é uma atividade muito boa para manter o cérebro atuante e preparado para novas descobertas.

O objetivo de preencher as lacunas cruzando uma palavra com a outra tem um grande potencial de exercitar o cérebro e torná-lo mais ativo. Além disso, as palavras cruzadas são consideradas uma alternativa de prevenção para algumas doenças, como o Alzheimer, visto que aumentam a capacidade de raciocínio lógico, estimulam a atenção e trabalham a memória.

Quebra-cabeças

Brincar de quebra-cabeças também contribui para estimular o raciocínio lógico e a tomada de decisões. Para que o idoso vá evoluindo na atividade, é importante começar com jogos de poucas peças, aumentando a dificuldade aos poucos.

À medida que evolui, a pessoa exercita cada vez mais a capacidade de desenvolver habilidades matemáticas e espaciais. Isso acontece porque esse exercício envolve a capacidade de encontrar a melhor solução ao mesmo tempo em que o jogador tem a necessidade de escolher as peças que deverão ser encaixadas. Desse modo, a habilidade de resolver problemas lógicos e emocionais é fortalecida.

Sudoku

O sudoku pode parecer uma opção complicada, mas também traz benefícios interessantes para a fase idosa. Esse é um dos tipos de jogos mais indicados, pois exercita a memória, estimula a busca pelo raciocínio lógico e incentiva a memória visual. Além disso, estimula o convívio com os números, importante para outras tarefas cotidianas.

Dominó

Esse talvez seja o passatempo predileto de muitos aposentados. Provavelmente, você já viu um grupo de idosos jogando dominó na praça da sua cidade, e isso é muito bom para eles.

Além de ser uma atividade lúdica e divertida, o dominó é muito bom para desenvolver o raciocínio lógico e a tomada de decisões. O jogador aprende a sair de situações difíceis, mantém um convívio social diário, e, ainda exercita a memória durante as partidas.

Neste artigo, conferimos alguns benefícios que os jogos para idosos podem oferecer. Como vimos, eles são fundamentais para exercitar o cérebro, trazendo melhorias para a memória, para o raciocínio lógico e para a capacidade de tomada de decisão. Desse modo, contribuem para melhorar a autonomia do idoso, deixando-o capacitado para fazer as atividades sozinho, além de ajudá-lo a manter a saúde emocional.

Gostou de conhecer mais sobre esse assunto? Então, compartilhe o artigo nas suas redes sociais e ajude mais pessoas a oferecerem atividades interessantes para melhorar a qualidade de vida dos idosos!

Receba nossos conteúdos por e-mail e amplie seus horizontes!

É só cadastrar seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.