Você sabe o que são alimentos funcionais e nutracêuticos? Entenda mais!

Diversos aspectos afetam a qualidade de vida, sendo que entender a importância da alimentação é fundamental para a promoção da saúde. O consumo de alimentos funcionais e nutracêuticos representa uma maneira de garantir um viver mais saudável para pessoas com deficiência, idosos, entre outros grupos.

O número de mortes geradas por acidentes cardiovasculares, câncer, enfermidades hepáticas, dentre outros, pode ser minimizado por meio de bons hábitos alimentares. Esse cuidado deve ser ainda maior com idosos e pessoas com deficiência, pois evita o aparecimento de doenças sérias e que comprometem a saúde.

Neste artigo, vamos entender o que são alimentos funcionais e nutracêuticos e a importância de consumi-los. Além disso, conheceremos algumas opções. Continue a leitura!

Entenda o que são alimentos funcionais e nutracêuticos

Os alimentos funcionais e os nutracêuticos podem ser confundidos, pois muitos acreditam que eles são sinônimos, no entanto, existem diferenças importantes. Ainda assim, ambos fazem bem para o organismo e ajudam a preservar a saúde.

Os alimentos funcionais são encontrados na forma de alimentos comuns e devem ser consumidos como parte da dieta. Eles trazem benefícios específicos à saúde, tais como a redução do risco de diversas doenças e a manutenção do bem-estar físico e mental.

As propriedades dos alimentos funcionais são provenientes da própria composição deles, que é o caso das fibras e dos antioxidantes. Elas também surgem da adição de ingredientes que modificam as propriedades originais, o que ocorre nos produtos industrializados, como o leite fermentado, os biscoitos vitaminados, os cereais, entre outros.

Os nutracêuticos, diferentemente, são alimentos ou parte deles que trazem benefícios à saúde, atuando na prevenção e no tratamento de doenças. Eles são produtos naturais formados por variados elementos, que contribuem para melhorar a qualidade de vida, tanto emocional quanto física.

Os seus compostos bioativos, normalmente presentes nos alimentos, são concentrados e produzidos em forma de cápsulas, pós ou comprimidos. Eles podem ser utilizados com objetivos específicos, como acelerar o processo metabólico, ou como um complemento alimentar. Ainda atuam na prevenção e no tratamento de algumas doenças.

Saiba a importância de consumir esses alimentos

Uma dieta equilibrada é garantia de um envelhecimento saudável, no entanto, alguns cuidados devem ser considerados. Ao envelhecer, alguns pontos do organismo sofrem mudanças fisiológicas e, assim, requerem mais atenção, como o sistema imunológico, cardiovascular, digestório, ósseo e mental.

Sendo assim, é fundamental equilibrar a alimentação dos idosos com alimentos funcionais e nutracêuticos. Quando consumidos, eles ajudam a aproveitar os benefícios de uma dieta equilibrada, com nutrientes essenciais, como vitaminas, minerais e proteínas, potencializando os resultados.

A prevenção de doenças é um dos fatores que demonstram a importância da boa alimentação. O licopeno, presente na melancia, na goiaba e no tomate, por exemplo, reduz o risco de doenças cardiovasculares e ajuda na proteção contra o câncer, sendo imprescindível na dieta.

Já os probióticos, que estão nos leites fermentados e nos iogurtes, ajudam a manter o bom funcionamento do intestino e reduzem o risco de câncer de intestino. As catequinas são encontradas nos chás verde e preto e têm ação antioxidante, além de inibirem a formação de placas de gordura no sangue.

Os nutracêuticos também beneficiam a pele, quando são utilizados para fins estéticos. Um exemplo disso é o selênio, que ajuda a amenizar os danos causados pelos raios ultravioletas.

É importante ressaltar que, mesmo fornecendo propriedades comprovadas em benefício da saúde, essa alimentação não funciona como medicamento e não deve ser utilizada em substituição a um tratamento prescrito pelo médico. O ideal é consumi-los de forma regular e dentro de uma dieta equilibrada, que seja rica em frutas, legumes, verduras, cereais integrais, entre outros elementos.

Conheça algumas opções que enriquecerão a dieta

Entendendo mais a importância da boa alimentação, traremos alguns exemplos de alimentos que contribuirão para a prevenção de doenças e para a manutenção do bem-estar. Confira nossas sugestões!

Abacate

O abacate é rico em gorduras monoinsaturadas, em vitaminas e em fitoquímicos importantes para a saúde. Sendo assim, ele contribui para o controle dos níveis de colesterol no sangue e para a prevenção de doenças ligadas ao sistema cardiovascular.

Castanha-do-pará

A castanha-do-pará também ajuda a diminuir o risco de problemas cardíacos, impedindo a degeneração celular e protegendo o sistema imunológico. Ela não deve ser consumida em excesso, sendo que duas unidades por dia já são suficientes para trazer bons resultados.

Aveia

A aveia ajuda a melhorar o funcionamento do sistema digestivo e contribui para a redução dos níveis de colesterol, auxiliando na eliminação da gordura ingerida. Ela pode ser usada de diversas maneiras, sendo que a quantidade diária recomendada é entre três e quatro colheres de sopa.

Tomate

O licopeno é um constituinte de todos os alimentos de coloração avermelhada e está presente no tomate, entre outras alternativas. Sua principal função é reduzir as chances de desenvolvimento de alguns cânceres e de doenças cardíacas.

Soja

A soja é uma fonte de proteínas de origem vegetal que reúne todos os aminoácidos essenciais, como o ácido linolênico. Além disso, ela também oferece minerais, como ferro, potássio, magnésio, entre outros. Sendo assim, previne anemia, aumenta a massa óssea prevenindo a osteoporose, controla a pressão sanguínea, entre outros benefícios.

Linhaça

Os nutrientes que mais chamam atenção na linhaça são as fibras, o ácido graxo ômega 3 e as lignanas. Sendo assim, esse alimento tem diversos benefícios para a saúde, como a redução do colesterol, a atividade antioxidante e a redução do risco de doenças cardiovasculares, de diabetes, de osteoporose e de sintomas da menopausa. Ademais, desempenha um papel importante na proteção contra câncer de mama, de próstata, de cólon, entre outros tipos.

Neste artigo, vimos como os alimentos funcionais e nutracêuticos são importantes para prevenir doenças e oferecer uma vida mais saudável. Isso se torna ainda mais relevante para pessoas com deficiência e idosos, que precisam de cuidados diferenciados para manter a saúde. Sendo assim, vale a pena investir na mudança dos hábitos alimentares e promover mais bem-estar e mais qualidade de vida.

Gostou do nosso artigo? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e receba outros conteúdos importantes para a saúde e cuidados com pessoas com deficiência e idosos!

Receba nossos conteúdos por e-mail e amplie seus horizontes!

É só cadastrar seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.