Cuidados com idosos em isolamento social

Desde o princípio da pandemia do Coronavírus, o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é a adoção do isolamento social, principalmente para idosos, pois compõem o grupo de risco.

Mesmo que o idoso em questão seja saudável, ele ainda é vulnerável ao impacto do vírus, pois sua fragilidade está ligada a fraqueza do sistema imunológico que acontece alheia a qualidade da saúde da pessoa em questão.

Portanto, a melhor forma de proteger a integridade física do idoso é mantendo-o em isolamento social. Contudo, algumas coisas devem ser observadas durante esse período, para manter a integridade não só da saúde física, mas também mental do idoso.

Cuidados necessários com os idosos de isolamento social

Em um período onde ficar é casa é a única alternativa, esses são alguns dos cuidados essenciais para cuidar de ente querido em idade mais avançada:

Distrações.

As pessoas jovens não são as únicas que precisam se distrair – os idosos também têm momentos de tédio e necessidade de socialização. Além de ser uma importante ferramenta para passar o tempo, é também fundamental para exercitar a mente e estimular a produção de serotonina. 

Palavras cruzadas, exercícios físicos, filmes, séries, jogos, leitura, novos hobbies, dançar, e até mesmo a preparação de novas receitas são excelentes alternativas para distrair o corpo e a mente.

A tecnologia também pode ser uma forte aliada para distrair o idoso, se ele ainda não tem contato com dispositivos eletrônicos, ensiná-lo a usá-los pode ser uma boa ideia.

Manter o contato

O isolamento pode acabar sendo extremamente maléfico para a saúde mental de idosos, ainda mais dos que tinham uma rotina muito ativa e sociável. 

Longos períodos de isolamento social são cansativos e podem ocasionar ansiedade, depressão e síndrome do pânico, entre outras condições.

Portanto é muito importante manter o contato com o idoso, não necessariamente estar junto dele fisicamente, mas fazer uso das redes sociais, aplicativos de mensagens, chamadas de vídeos e ligações podem ajudá-los a lidar com a solidão.

Companhia não diz respeito somente à presença física, pois é possível manter-se presente mesmo distante. Quem convive com idosos deve oferecer essa companhia e acolhimento a eles. Conversar, ouvir suas angústias, se oferecer para fazer as compras e até mesmo lembrar o horário dos remédios é muito importante em momentos de distanciamento, quando o amparo afetivo se torna tão vital.

Se o idoso não souber usar dispositivos eletrônicos, visitas breves e regadas a cuidados podem acontecer. Sem contato físico e breves, as visitas não devem arriscar um contágio, mas servem para provar ao idoso que você se importa e está presente para ele.

Cuidado com o conteúdo que o idoso consome

Ainda mais em uma crise como uma pandemia, a internet e a televisão ficam lotadas de notícias e informações que podem trazer ao idoso uma grande carga emocional, deixá-lo nervoso, angustiado e ansioso.

Além disso, não é difícil se deparar com fake news na internet que podem confundi-lo.

Por isso, monitore quais materiais o idoso está tendo contato, recomende para ele o uso de fonte confiáveis e o afaste de programas sensacionalistas. 

Esse tipo de exposição não vai trazer nenhuma vantagem ao idoso e pode acabar prejudicando sua saúde mental.

Não minta para o idoso

Mesmo que esteja tendo dificuldades de convencer o idoso a participar do isolamento social, ou para justificar porque não o está visitando, não minta! Essa estratégia pode acabar sendo um tiro no pé caso o idoso descubra a verdade, pois assim ele não confiará em você.

Tome cuidado

Caso você more com um idoso, todo o cuidado é pouco.

Primeiramente, o caso do idoso deve ser considerado. Se o indivíduo for deficiente ou possuir alguma demência na qual seja necessário um cuidado especial, o recomendado seria ter uma abordagem diferenciada e que a pessoa responsável por ele tomasse todos os cuidados para não expor-se ao vírus.

Lembre-se ao que você se expor, vai expô-lo também. 

Então, se você não puder participar do isolamento social, tome todos os cuidados possíveis. Ao sair de casa, use máscara e evite aglomerações, higienize suas mãos ao tocar em superfícies ou pessoas. Ao chegar em casa, mude de roupas, tire os sapatos e lave os objetos que trouxe de fora também.

Não faça contato com o idoso até tomar essas providências.

Com todos os cuidados tomados, pode se passar por essa situação sem sequelas ruins para o idoso, com dedicação e carinho por parte da família principalmente.

Receba nossos conteúdos por e-mail e amplie seus horizontes!

É só cadastrar seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.