fbpx

Conheça o Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas da UCS

Levantar da cama, sentar no sofá, subir e descer meio fio. Coisas que parecem simples para muitos, podem ser um desafio diário para pessoas que perderam os movimentos do corpo.

Nesse sentido, existem programas que promovem a reabilitação de pessoas com deficiência, e, mais do que isso, auxiliam essas pessoas nas atividades diárias e contribuem para a inserção na sociedade. Um exemplo, é o Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas da Universidade de Caxias do Sul (UCS), que busca promover a máxima funcionalidade e autonomia dos usuários de cadeiras de rodas.

Sabemos da importância da ajuda profissional e especializada para auxiliar na busca pela independência e qualidade de vida das pessoas com deficiência. Por isso, conversamos com Jussara Ferreira, fisioterapeuta e coordenadora do programa da UCS, para saber como funciona e os benefícios das atividades desenvolvidas para maior reabilitação das pessoas que usam cadeiras de rodas.

O que é o Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas

Reaprender a fazer coisas simples do dia a dia pode ser um processo lento e gerar sentimento de medo e insegurança para pessoas com deficiência, por não saber se será possível realizar sozinho as atividades do cotidiano. Para auxiliar nesse processo, o Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas da Universidade de Caxias do Sul (UCS) nasceu.

O programa faz parte do Centro Clínico da UCS, que recebe pacientes da cidade de Caxias do Sul (RS) e região para fazer a reabilitação.

Os profissionais perceberam que os pacientes que vinham para a reabilitação, seja para diferentes complexidades ou para fazer algum esporte, davam alta e faltava alguma coisa. Então resolvemos fazer o grupo, voltado para funcionalidade e independência desses pacientes em cadeiras de rodas. Seja como ir ao trabalho de forma independente, praticar esportes, ou qualquer outra atividade do cotidiano“, explica a Fisioterapeuta e Coordenadora do Programa, Jussara Ferreira.

Em suma, o Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas consiste em uma modalidade transdisciplinar que busca promover a máxima funcionalidade e autonomia dos usuários de cadeiras de rodas e retorno às atividades sociais, laborais, emocionais e motoras. O objetivo é a máxima independência das pessoas com deficiência física e sua inserção na sociedade.

Como funciona o programa de reabilitação

O treinamento realizado no Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas utiliza ferramentas de desenvolvimento baseadas nas últimas evidências científicas e segue critérios básicos da Organização Mundial da Saúde.

O método consiste na exposição às atividades da vida diária com a cadeira de rodas, desde a manutenção do equipamento, até formas corretas de propulsão manual; realização de transferências adequadas; subidas e descidas de obstáculos e como reagir a quedas.

Dois homens participantes do Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas empinando suas cadeiras de rodas descendo uma ladeira.
Participantes do programa descendo uma ladeira empinando a cadeira.

Nas atividades práticas do programa nós trabalhamos a propulsão, ou seja, qual a melhor maneira de propulsionar uma cadeira de rodas sem ter lesão nos ombros, em diversos terrenos: paralelepípedo, na grama, cascalho, no asfalto, em calçada. Além disso, também treinamos como empinar a cadeira para descer morros, maneiras corretas de fazer o giro, coisas essenciais para os usuários”, explica a coordenadora.

Onde as atividades são realizadas

O programa fica dentro da universidade e tem à disposição uma estrutura que simula diferentes ambientes para que os participantes possam treinar o uso da cadeira de rodas.

Trabalhamos qual a melhor maneira de subir e descer rampas e meio fio empinando a cadeira de rodas sem lesionar os ombros, para que a pessoa possa se sentir confortável com o movimento. Se cair na rua, como fazer para levantar? Treinamos como voltar para a cadeira sozinho, além de maneiras possíveis para não ter lesões na cabeça ao perceber que irá cair”.

Além das habilidades em ambientes externos, o programa também auxilia em como realizar transferências dentro de casa de forma independente.

Ensinamos como realizar transferências para cama, cadeira, sofá, vaso, cadeira da mesa de jantar. Além de transferências no carro, caso a pessoa queira viajar ou necessite ir ao médico, como desmontar e montar a cadeira, entrar e sair do carro sozinho”.

Participante do Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas retirando sua cadeira de rodas de dentro do carro.
Participante tirando sua cadeia de
dentro do carro para fazer uma transferência.

Qual a vantagem de participar do programa?

Através da integração de teoria e prática, os participantes aprendem a desenvolver as mais diversas atividades do cotidiano de forma independente, fortalecendo a autonomia no dia a dia. Para isso, recebem atendimento com fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros.

Além das atividades práticas, questões de relacionamento e de relações sexuais também são abordadas, no sentido de encontrar novas maneiras de sentir prazer.

Aqui trabalhamos teoria e prática, é um trabalho interprofissional. O médico fala sobre lesão; enfermeira fala sobre lesão de pele e como cuidar as sensibilidades; assistente social fala sobre direito e deveres; terapeuta ocupacional trabalha as atividades da vida diária (banho, cozinha, estender roupa, arrumar a cama, etc); também temos a psicologia e nutrição”, explica a fisioterapeuta Jussara.  

Quem pode participar dos programas de reabilitação

A maioria do grupo são jovens de 16 a 40 anos, que tiveram diagnóstico de lesão medular, depois de acidentes de carro, motocicleta, queda de altura ou atropelamento. A maioria pratica esportes proporcionados pelo programa, que também é uma excelente atividade que contribui para a reabilitação.

Duas imagens, a primeira é composta por quatro homens do Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas em cadeiras de rodas erguendo uma bolinha de tênis na  mão, junto a um quarto homem em pé, o grupo se encontra em uma quadra de esportes.
A segunda imagem é composta por uma mulher participante do Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas com uma cadeira de rodas erguendo uma bola de basquete dentro de um ginásio de esportes.
Participantes do programa de Habilidades em Cadeira de Rodas praticando exercícios.

Sempre temos algum participante como referência. Os profissionais sabem a teoria e um pouco da prática, mas não vivemos isso. Então sempre tem uma pessoa que sabe mais e consegue mostrar melhor, assim eles podem trocar experiências”.

Os resultados obtidos são mensurados durante o processo de reabilitação através de instrumentos validados cientificamente.

Em suma, o programa de Habilidades em Cadeira de Rodas aplica um questionário a respeito da independência do participante, para ter uma base do que consegue fazer. Ao fim do período de participação, outro teste é aplicado para avaliar o progresso do participante.

Eu busco nesses grupos a independência e autonomia, que eles saiam não sabendo fazer tudo, mas que a vida continua e que tem um mundo lá fora para eles. Ter a consciência de que vão sair dali tendo mais independência, para mim é muito gratificante”, ressalta a coordenadora do programa, Jussara.  

Como participar do Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas

O Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas da UCS faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) e atende pacientes de Caxias do Sul e mais 48 municípios do Rio Grande do Sul.

Os agendamentos podem ser realizados por qualquer profissional da área da Saúde, que atue na Rede SUS. Estes profissionais necessitam solicitar o agendamento na Central de Regulação de Consultas do Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria (Dacra) da Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul.

Há cerca de três anos o programa começou a atender pacientes de forma particular. Os interessados devem entrar em contato pelos telefones (54) 3218.2736 ou (54) 3218.2776 para agendar uma avaliação.

Em suma, os participantes precisam passar por uma avaliação na qual, a maioria, recebe orientação e encaminhamento para atendimento com fisioterapia e assim trabalhar o controle de tronco. Em seguida, os profissionais encaminham para o grupo do Programa de Habilidades em Cadeiras de Rodas.

Benefícios dos programas de reabilitação para pessoas com deficiência

Mais do que contribuir para saúde e reabilitação física, atividades como o Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas da UCS são fundamentais para que pessoas com deficiência física possam adquirir maior independência em sua rotina. Além disso, trabalhar como se virar sozinho no dia a dia é de suma importância para que os usuários de cadeiras de rodas possam conviver de forma integrada na sociedade.

O Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas da UCS na prática

Participante do Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas em uma cadeira de rodas amarela dando a volta em cones laranjas.
Participante do programa fazendo um circuito em sua cadeira de rodas.

Para fortalecer essa questão, os integrantes do Programa de Habilidade em Cadeiras de Rodas participaram de uma ação em um shopping para mostrar que é possível se reinserir na sociedade. Com o apoio do Instituto Sério Lovato, que desenvolve ações em prol da cidadania e do desenvolvimento social, os participantes tiveram a experiência de ir ao local sozinhos.

Conseguimos fazer uma atividade psicossocial em um shopping. Como ir para um shopping sozinho e se expor ao meio social; a experiência; ao olhar do outro; entrar em uma loja e comprar uma roupa; como experimentar; experiência do atendimento; como vestir a roupa em um vestiário sozinho. Foi muito bom, uma experiência única para todos”, contou a coordenadora do programa, Jussara Ferreira, que idealizou a ação.

Na ocasião, os usuários de cadeiras de rodas puderam entrar nas lojas, experimentar roupas, ver se os provadores realmente estão adaptados para recebê-los, e almoçaram na praça de alimentação do shopping.

A ideia, para além de testar suas habilidades, proporcionou que os participantes tivessem a experiência de conviver em espaços públicos e desmistificar receios e sentimentos ao convívio social.

Dois participantes do Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas jogando tênis de mesa.
Participantes jogando tênis de mesa.

Por fim, sabemos das dificuldades impostas aos usuários de cadeiras de rodas e da falta de estrutura que, infelizmente, ainda faz parte da realidade do Brasil. Sendo assim, trabalhar a autonomia é fundamental para que pessoas com deficiência possam alcançar uma melhor qualidade de vida e fortalecer os seus direitos na sociedade.  

E você, faz parte ou conhece outros programas de reabilitação para pessoas com deficiência física? Conte nos comentários! Aproveite para compartilhar esse conteúdo nas redes sociais para que outras pessoas também conheçam o Programa de Habilidades em Cadeira de Rodas da UCS

Receba nossos conteúdos por e-mail e amplie seus horizontes!

É só cadastrar seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.