fbpx

Como escolher a melhor casa de repouso para idosos

É preciso muita atenção na hora de escolher a melhor casa de repouso para idosos, afinal, é o local onde essa pessoa vai passar o resto de seu dias. Antes de qualquer coisa, é importante desmitificar a questão de que a instalação de pessoas idosas em casas de repouso ou asilos é sinônimo de abandono por parte da família.

Inclusive, muitos familiares ficam reticentes de abrigar os entes queridos em instituições para idosos.

Isso se deve à publicidade negativa e a conotação negativa que se criou, de forma equivocada, acerca desses locais, com o passar do tempo.

O Brasil possui uma população de idosos expressiva. Segundo dados publicados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2017, o país possui mais de 30 milhões de idosos. Com base na expressividade dos números, a procura por lares para a longa permanência de pessoas idosas, como asilos ou casa de repousos, tem crescido no país.

Mas, como funciona uma casa de repouso?

Como funciona uma casa de repouso

Ao contrário do que pressupõe o senso comum, moradias de longa permanência para idosos possuem uma estrutura sólida e serviços que asseguram uma qualidade de vida imensurável para a pessoa idosa.

Isso sem falar que as instituições responsáveis por servirem como moradia de longa permanência para pessoas idosas são regulamentadas pela Anvisa, desde o ano de 2005.

Além disso, esses locais também são fiscalizados minuciosamente pela Vigilância Sanitária. Ou seja, existe toda uma legislação e um suporte por parte de órgãos especiais para assegurar a integridade de pessoas idosas que se estabelecem residência em lares para idosos.

No caso das casas de repousos, são locais seguros e que contam com uma equipe de profissionais capacitados para propiciar cuidados adequados para as pessoas da terceira idade.

Esses ambientes são para pessoas da terceira idade que possuem autonomia, podem até precisar de ajuda em determinadas atividades, mas não necessitam de atenção médica constante. Logo, são instituições distintas das chamadas clínicas geriátricas, em que os idosos necessitam de supervisão constante.

Recomenda-se que a escolha para um lar de longa permanência para pessoas idosas seja analisada com bastante cautela e leve em consideração diversos fatores que possam assegurar o bem estar do idoso.

Afinal, é imprescindível deixá-los sob o cuidado de profissionais capacitados e em ambientes que possuam a infraestrutura necessária para garantir segurança em tempo integral.

Confira algumas dicas imprescindíveis para escolher uma casa de repouso adequada para a residência de idosos:

O que observar ao escolher uma casa de repouso para idosos?

1. Cadastro e Licença de Funcionamento

Antes de qualquer outra coisa, é preciso certificar-se de que a instituição em questão possui Cadastro Ativo e Licença de Funcionamento perante a Vigilância Sanitária da localidade em questão.

Na verdade, antes de visitar qualquer instituição, o ideal é fazer o levantamento e saber quais delas possuem cadastro ativo. Dessa forma, não se perde tempo visitando instituições que não estão licenciadas.

É importante assegurar a idoneidade do local, afinal, será a residência de um ente querido por longo período.

2. Instalações

Outro ponto fundamental para levar em conta na escolha da melhor casa de repouso para idosos, são as instalações.

É importante assegurar que não há riscos de acidentes, tais como quedas, por exemplo. O que torna vital evitar instituições que tenham tapetes e até mesmo escadas. Isso ocorre porque tais objetos configuram riscos de acidentes.

Grades e telas para garantir a proteção das pessoas ali residentes são indispensáveis. Outro fator a ser levado em conta é a higiene do local, averiguar como a instituição lida com a assepsia.

Importante também averiguar as roupas de cama, assim como se há mofo ou infiltrações na arquitetura do local, tudo para não escolher um local inóspito para residência.

A acessibilidade e a mobilidade são outros fatores imprescindíveis para determinar a escolha da instituição.

É importante que o ambiente possua estrutura segura e disponibilize artefatos necessários para facilitar a locomoção, tais como corrimãos e barras de proteção nos banheiros, especialmente em casas de repousos para idosos com deficiência.

Nestes locais específicos, o cuidado deve ser redobrado e a acessibilidade planejada meticulosamente para garantir a integridade destas pessoas.

3. Como funciona a alimentação

Atenção total para o referente à alimentação. O ideal é que casas de repouso destinadas às pessoas idosas tenham seis refeições diárias, pelo menos.

Como a alimentação é um fator vital, recomenda-se que a casa de repouso conte com uma ajuda especializada, preferencialmente de um profissional nutricionista.

Trata-se de um item elementar para garantir uma alimentação saudável e que conte com todos os nutrientes para preservar a saúde e a energia da pessoa idosa.

4. Visitas

Algo que se deve ter em mente é que o idoso tem total direito de levar seus pertences para a nova residência.

Quanto à questão da visitação, esta deve ter horário livre. Ou seja, qualquer imposição em relação ao horário de visitas deve ser vista com total desconfiança e como um ponto negativo para a instituição.

5. A questão dos cuidadores

No que concerne aos cuidadores em uma residência para idosos, no caso em questão, a Anvisa tem uma quantidade delimitada.

No caso, como as casas de repouso caracterizam-se por serem locais que abrigam idosos com mais autonomia, a norma é que estes locais tenham um cuidador para cada seis idosos.

5. Contrato

A partir do momento que for batido o martelo acerca da casa de repouso escolhida, é substancial fazer um contrato, especificando detalhadamente todas as cláusulas e informações acerca do serviço que será ofertado.

Um documento real irá evitar dores de cabeça e irá respaldar a família frente a qualquer problemática ou mal entendido.

6. Casas de repouso específicas para idoso com deficiência

Existem casas de repouso específicas para pessoas com deficiência. Tais locais devem levar em conta o suporte necessário para sua locomoção. No caso, a acessibilidade deve ser um fator primordial para escolher a residência em questão para o idoso.

Ou seja, devem existir rampas e outros artifícios facilitadores, em número suficiente. Dessa forma é assegurado que os idosos em questão consigam deslocar-se com cadeira de rodas ou andadores, por exemplo.

Outro fator para ser levado em conta ao escolher uma casa de repouso para pessoas com deficiência é que esta disponha de um quadro de profissionais adequados para garantir a integridade destas pessoas.

Ou seja, nutricionistas, terapeutas, fisioterapeutas, entre outros profissionais, devem constar no quadro regular de funcionários da dita instituição. No caso, em casas de repouso específicas para pessoas com deficiência.

Agora que você já sabe como escolher uma casa de repouso para idoso, considerando o conforto e bem-estar, você vai conseguir achar um ótimo lugar para que o idoso possa viver em paz, com saúde e segurança.

Aproveite para conhecer nossa linha de Andadores para adultos. Referência em qualidade, eles desenvolvidos para fornecer estabilidade e conforto para deslocamento seguros. Para conferir é só acessar o nosso site.

Receba nossos conteúdos por e-mail e amplie seus horizontes!

É só cadastrar seu e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.